quarta-feira, 24 de setembro de 2008

Escrever direito.

Tudo bem, eu sei que não sou lá a correção gramatical em pessoa. Aliás, acho que a engenharia me distanciou tanto das palavras que penso que não tenho mais a mesma habilidade com elas em relação aos últimos anos, quando tinha tempo para escrever e "afinar" meu vocabulário.
Definitivamente, escrever não é como andar de bicicleta.

Ainda assim, como cidadão indignado com o vocabulário de boa parte da população brasileira, vou falar um pouco do assunto.
Ainda hoje, enquanto ouvia músicas no Windows Media Player, me deparei com a página inicial de um site de letras de músicas, no qual havia um fórum. Em um dos tópicos falava sobre o fato de o SBT ter noticiado a morte de Ozzy Osbourne por engano.
Até aí, normal. O problema foi decifrar o que o cidadão que havia postado o tópico queria dizer. Era realmente vergonhoso.
Tudo bem que a língua portuguesa é considerada uma das mais complexas, comparando com a inglesa ou a espanhola, mas viver aqui e não ter a mínima noção de como expressar uma idéia através da escrita é demais!
A imagem acima foi colocada como resposta no tópico por um dos participantes do fórum. Aliás, esse não foi o único a responder dessa maneira.
Outro exemplo é o fórum de uma comunidade do Orkut dedicada a "detonar" o Bush.
Em um tópico denominado "#eu amo os eua#", o autor de manifestou:
"o brasil e muito bom pra viver mas prefiro os eua pois moro aqui a 5 anos e tenho visto que comparando ao brasil,aqui nao tem prostituicao,a criminalidade e zero,os assaltos sao raros,os sequestro tambem (lembrando que isso comparado com o brasil)tambem nao tiro os meritos do brasil pois e um pais lindo pena que a criminalidade tomo conta da sociedade e os governantes nada faz. no entanto os eua e o melhor lugar pra ganhar dinheiro aqui vc tem a possibilidade de fazer seu futuro e voltar pro brasil em uma melhor condisao financeira."
Após alguns deboches a respeito da habilidade do garoto com as palavras, veio a resposta:
"posso escrever mau,mas aumenos tenho argumentos ao contrario de vc que so posta caracter." (Cansei de marcar os erros de acentuação e as letras minúsculas).
E devo ressaltar que, entre os absurdos que li nessa comunidade, esse post é fraquinho.
É fato (e quem quiser conferir, a comunidade se chama "Eu odeio o Bush") que a maioria dos membros mais ativos são "de esquerda". Extrema esquerda.
Falam pelos cotovelos defendendo os utópicos governos comunistas e socialistas, enquanto detonam a política do presidente americano (a qual eu também sou radicalmente contra). Tudo bem, cada um expõe suas idéias livremente. É assim que tem que ser!
Mas enquanto eu lia todos os posts nos tópicos, percebia que eram essas as pessoas que demonstravam o menor conhecimento em relação à linguagem. E não são errinhos que dá pra pôr a culpa na linguagem da web. São erros grotescos, com frases simplesmente incompreensíveis. Isso tudo partindo de pessoas já com uma certa idade.
Devo confessar que me sentia envergonhado vendo-os "conversando" com os que defendiam o Bush. Quem é que vai dar ouvidos a alguém que defende uma causa sem ao menos saber escrever ou falar com o mínimo de correção?
Já está na hora de, pelo menos nesse sentido, seguir a política de outros países. Os "porcos imperialistas" teriam ataques de riso lendo muita coisa que eu li naquele fórum. Que país vai sair do buraco se a própria população não conhece seu idioma? Cultura também é desenvolvimento!
O sonho utópico e infantil do comunismo parece continuar vivo, mas a mania da ignorância tem que ser jogada no lixo. Já!
Pelo amor de Deus!

2 comentários:

Cabelos de Fogo disse...

Cheguei até aqui procurando essa imagem. Ótima postagem, aliás.

E estou comentando apenas para tu ver (isso é mais coloquial no Rio Grande do Sul e eu não abro mão)que algumas pessoas de esquerda também se preocupam com a gramática. O fato é que, na verdade, quem "escreve certinho" é raridade independentemente do posicionamento político.

E, já que estamos falando de posicionamento político, creio que seja bastante coerente para uma sociedade como a nossa munir de boas palavras apenas uma minoria. Não é de interesse da classe dominante (a rica) que os pobres se expressem de maneira eloquente, afinal, como tu mesmo disse, se o fizessem, poderiam ser ouvidos.

Abração!

Cabelos de Fogo disse...

Bah!! Eu acho que te conheço! Tu não trabalha no DCE? Se sim, a gente já trabalhou juntos na Catacumba... )Se não, talvez a gente não tenha trabalhado junto na Catacumba. :D hehe)