domingo, 5 de abril de 2009

Típico GRE-NAL em Santa Maria.

Logo após o apito final, resolvi conferir o efeito do jogo nas ruas de Santa Maria. Como era de se esperar, foi uma vergonha.
Logo depois dos gritos de felicidade, foi a vez da revolta, do vandalismo, enfim...
Primeiro, conferi o movimento no calçadão. Como geralmente acontece, o pessoal lá estava tranquilo, tomando seu chimarrão, colocando o assunto em dia,...
Descendo a Bozano, não precisei chegar ao "Brahma" pra ver um grupo de cerca de 20 "pessoas" com camisetas do Grêmio perseguindo um rapaz com camiseta do Inter. Já pude ter uma idéia do nível da coisa. Deu pra notar que esperar alguma mudança nesse sentindo é besteira por aqui.
Passar na frente da distribuidora de carro? Impossível se alguém desconfiasse que o motorista era colorado. Pedras nos vidros e chutes na lataria tinha aos montes.

Felizmente a ação da PM foi rápida e eficiente.
Já na Presidente as coisas pareciam estar mais calmas (pelo menos quando eu passei por lá), mesmo com o maior número de torcedores.
No caminho entre o Brahma e a Presidente, passaram por mim pelo menos 4 viaturas da polícia e uma ambulância.

Vai ser assim toda vez que acontecer um GRE-NAL? Tantas viaturas desviadas para conter grupos de "torcedores" sem noção e as ambulâncias socorrendo vítimas de agressão por causa de uma partida de futebol que deixou alguns descontentes?

Como diria alguém mais velho (além de mim), é falta de vergonha, ocupação, sexo ou algo assim!
Talvez de uma cueca pra esfregar, uma panela pra passar um assolan ou alguém que ocupe o lugar do Tcheco na cabeça desses moleques.

Um comentário:

Tempestade Interior disse...

Pois é, Diego, infelizmente o fanatismo é um grande problema ainda. Especialmente o fanatismo pelo futebol. As pessoas choram, se escabelam, brigam, matam por futebol.
E como já é de praxe isso em SM, a fiscalização deveria ser para prevenir, não remediar.